Siga-nos

Como Escolher um Bom Imóvel Para Morar.

Anúncios

Neste artigo, você vai saber, como escolher um bom imóvel para morar. Então está à procura de um lugar para morar, mas ainda tem algumas duvidas. Acalme-se, vamos ajudá-lo com algumas dicas importantes sobre esse tema que é duvida de muitos.

Com certeza, você já viu, ou alguém já te falou a frase “quem casa, quer casa”, certo? O sonho de ter uma casa existe sim e deve ser respeitado. Mas antes é preciso saber qual o seu perfil.

Anúncios

Entretanto, em um país com tantas dificuldades, morar em casa própria, é de fato uma conquista. Contudo, vale a pena destacar.

Como Escolher um Bom Imóvel Para Morar

Os Desafios.

O desafio muitas vezes parece ser o caminho escolhido para atingir esse objetivo. Especialmente se pensarmos:

  • A maioria dos brasileiros não consegue economizar dinheiro.
  • Por falta de conhecimento e interesse, poucas pessoas sabem escolher a melhor opção.
  • Morar na casa dos sonhos, parece ser uma questão estigmatizada. Mas na verdade, você precisa saber como escolher a melhor para você.

Portanto, como escolher um bom imóvel para morar, deve ser uma atitude cautelosa. E a execução de tudo isso na organização financeira na vida. Vamos lidar com isso hoje.

Como Escolher o Imóvel.

Uma outra frase muito comum de se ouvir é “Aluguel é dinheiro que é jogado fora e nunca mais vai voltar”. Você já ouviu alguém dizer isso? Mas isso é apenas algo que a pessoa tem formado em sua mente.

Anúncios

Deve-se notar que não há retorno do dinheiro gasto, o que não é o ponto. O problema é mais profundo. A pergunta certa é: sua decisão e atitude hoje o deixarão mais perto ou mais longe de realizar seu sonho?

O seu sonho é poder viajar? Crescimento profissional? Talvez mude de cidade ou país? Você ainda tem sua própria casa?

No entanto, todos esses fatores devem ser considerados ao tomar uma decisão como essa. Na verdade, engana-se quem pensa que o aluguel atrasará definitivamente o sonho de ter uma casa.

O aluguel pode fazer parte de um plano, que se bem planejado, fará com que você compre a sua casa. Portanto, basta que você calcule bem seus passos.

Além disso, no nível atual, se eu dar dinheiro de entrada, vale a pena alugar? Talvez não. Vamos entender tudo isso melhor?

O Que Dizem os Números.

Então suponha que você queira comprar um imóvel de R$ 200.000,00, a uma taxa de juros anual de 20%, e o custo efetivo total ao ano é de 7%.

Para este exemplo, presumimos que você tem R$ 50.000,00 para o pagamento de entrada. E R$ 10.000,00 para o custo da transação.

Ou seja, você tem R$ 60.000,00 disponíveis, que também podem ser usados, ​​caso opte pelo aluguel de uma casa, até conseguir juntar mais dinheiro. Então, qual é o melhor?

Analise os Números Para Escolher um Bom Imóvel.

Para este exemplo, a parcela mais cara (tabela do SAC) é de R$ 1.473,12.

O aluguel dessa mesma casa custa em média R$ 800,00 por mês.

Portanto, se você pode arcar com a parte do financiamento, significa que também deve ter fôlego para economizar R$ 673,12 por mês na hora de escolher o aluguel.

Também, precisamos considerar algumas variáveis ​​para corrigir o valor do imóvel ao longo do tempo, o aluguel e a rentabilidade do investimento em termos de aluguel:

  • Para aumentar o valor do imóvel, acreditamos que o IPCA seja de 3,5% ao ano.
  • Para reajustes de aluguel, o IGPM médio dos últimos anos é de 6%.
  • A rentabilidade de investir 0,3% dos fundos ao mês.

Portanto, diante dessa situação, financiar é mais interessante do que pagar aluguel e economizar no parcelamento. Verifique os número:

  • Levando em consideração os lançamentos, despesas, valor do financiamento e juros, valor total pago: 312.198,76 reais.
  • Dentre eles, 102.198,76 reais são juros.
  • O IPCA atualizou o valor do imóvel após 20 anos: R$ 399.580,13.

E investimento? Com uma taxa de retorno mensal de 0,3%, seu dinheiro é pago muito pouco, então você não poderá coletar dinheiro suficiente para comprar à vista.

Se a taxa de retorno mensal for maior que 0,9%, considerando outras variáveis, a conta é benéfica, o que é bastante difícil hoje. Mas não é impossível, com um pouco de estudo você consegue.

O Que Podemos Aprender Com os Números?

Em primeiro lugar, tudo o que você aprendeu aqui anteriormente, faz parte de uma simulação. A simulação é assim: as variáveis ​​da fórmula.

Bem, mas a simulação também é muito importante. É verdade. As lições básicas deste exercício são:

1. A inflação precisa de atenção.

A taxa de inflação ou o percentual, usado como referência para a avaliação da propriedade, afetará muito seu patrimônio final (compra) e a lucratividade real da aplicação (aluguel). Muitas pessoas exageraram em suas previsões de propriedade, e sabemos que o Brasil é um país de altos e baixos.

2. A porcentagem usada para ajustes de aluguel também é crítica.

Quanto maior o potencial de valorização (compra) e retorno do investimento (aluguel) imobiliários, maior a vantagem de financiar em vez de alugar a taxas de juros baixas.

3. Caso opte pelo aluguel, a diferença entre o valor da parcela máxima e o valor do aluguel pode ser diferente.

Em outras palavras, se você optar por alugar uma casa em um local mais simples e tiver maior potencial de economia, com o tempo, essa pode ser uma boa maneira de economizar e arrecadar mais dinheiro.

4. Preste atenção à entrada.

Mesmo que a escolha do financiamento seja vantajosa, é importante perceber que existe outro fator crucial chamada “entrada”. Portanto, é importante economizar dinheiro para fornecer o máximo de entrada possível.

5. Taxa Selic pode alterar toda a simulação.

Se voltar a subir, o custo efetivo total de financiamento (CET) e o retorno sobre os investimentos conservadores também aumentam. Isso pode alterar a conta final e beneficiar o programa de arrendamento por um período de tempo.

No entanto, a lição principal é que você não deve se limitar à simulação e não querer repetir a simulação toda vez que algo mudar.

O mais importante é ter um bom planejamento financeiro ao longo da vida para tomar uma decisão consciente.

Portanto, o impacto da escolha (financeiro ou aluguel) precisa ser conhecido e absorvido sem maiores problemas no orçamento.

Digo isso porque escolher um empréstimo de 20 a 30 anos significa que você tem gastos de dinheiro durante esse período.

Entre nós, sabemos também que 20 a 30 anos não passa tão rápido assim!

Escolher um Bom Imóvel é uma Decisão Subjetiva.

A decisão de comprar ou alugar também tem um aspecto emocional muito forte, que vai além dos números.

Para muitas pessoas, ter a casa própria, mesmo que ela esteja financiada, faz ela se sentir com uma paz de espírito, que o dinheiro não tem a possibilidade de comprar.

Portanto, não pense que tal decisão é apenas uma decisão matemática, pois afetará sua felicidade, relacionamentos e até mesmo sua família.

Cada pessoa, casal ou família tem suas próprias necessidades e objetivos. Além disso, a cidade em que você quer morar pode trazer algumas variáveis.

Como sonho, muitos brasileiros começam comprando um lote. Depois, vão arrecadar recursos e FGTS para futuramente construir casas.

Por outro lado, nas grandes cidades, encontrar um terreno pode não ser tão simples. Nesse caso, a alternativa mais barata e comum pode ser comprar um apartamento que ainda esteja na planta.

Claro, o caminho para a compra de uma casa trará uma pequena vitória, que também é essencial para manter a motivação.

Tomando a Decisão Correta.

Se você decidir comprar um imóvel, mas paga o aluguel hoje e não entende o que é discutido neste artigo, respire fundo e fique calmo.

Agora é hora de entender que você precisa de educação financeira e começar a controlar melhor seu orçamento.

Defina o tipo de casa e o local desejado. Depois, procure por valores. Saber exatamente quanto dinheiro você precisa torna o planejamento mais fácil.

Além disso, aprenda a economizar dinheiro regularmente para compensar pelo menos o pagamento inicial mínimo para o financiamento.

Lembre-se: não tome nenhuma decisão com medo. Quando falamos sobre o bem mais caro adquirido em nossas vidas (nossa própria casa), isso pode ser desastroso.

Para concluir.

Aprender a fazer matemática é ótimo, mas a matemática sozinha não pode resolver o problema. É melhor saber que muitas variáveis ​​não são completamente previsíveis.

Portanto, planejar com modéstia é a chave para começar a questionar o financiamento ou aluguel mais adequado para você.

Após um melhor planejamento e estudo aprofundado dos conceitos envolvidos em cada alternativa, alguns cálculos são realizados com a ajuda de especialistas.

Finalmente, converse com sua família e reserve um tempo para decidir. Boa sorte!

Anúncios
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Criativo News © 2020–2023. Todos os textos são de propriedade intelectual deste site. As marcas comerciais, nomes e logotipos são de propriedade de suas respectivas empresas. Este site não faz parte do site do Facebook ou do Facebook, Inc. Este site não é patrocinado pelo Facebook. Facebook ™ é uma marca registrada da Meta.